Instalando o Fedora sobre o Qemu no Windows

Para este guia foi utilizado um Notebook HP/COMPAQ nx6115 Turion 1.8 com 2 GB de memória e 80GB de HD. O objetivo deste guia é possibilitar testes do Linux a partir do Windows. Por tratar-se de um emulador, o processo de instalação é mais lento que o processo normal. O processo de preparação de imagens e execução do QEMU, descrito aqui com o Fedora, pode ser aplicado com qualquer distribuição Linux.

Emulador

Um emulador é um software que simula um computador real, ou seja, um emulador é um software criado para essencialmente transcrever instruções de um processador alvo para o processador no qual ele está rodando.

Um emulador engana, fazendo com que todas as operações da máquina real sejam implementadas em um software. Em outras palavras, ocorre a interpretação de (em alguns casos, por meio de recompilação) um código desenvolvido para outra plataforma. Infelizmente, ele perde muito em eficiência ao traduzir cada instrução da máquina real. Além disso, emuladores são bastante complexos, pois geralmente necessitam simular quase todas as instruções do processador e demais características do hardware que os circundam.

QEMU

O QEMU é um emulador poderoso. O QEMU é um emulador de processador. Utiliza tradução dinâmica como técnica para prover a emulação, ou seja, o emulador converte partes do código para que o processador execute o conjunto de instruções. Como o processo é delicado, o QEMU é muito dependente da CPU.

O QEMU não requer alterações ou otimizações no sistema anfitrião e pode ser facilmente utilizado (embora seja possível instalar um módulo que otimiza a velocidade de emulação. Este módulo permite que o QEMU tenha o desempenho de uma máquina virtual). Recomendo a instalação do módulo. De forma geral, o QEMU pode prover emulação de um sistema completo ou emulação para um processo de usuário.

Instalando o Qemu

1o. Passo
Deve-se baixar a versão do QEMU para Windows. Esta a versão zipada.

2o. Passo
Descompacte o arquivo qemu-0.9.0-windows.zip no seu diretório de preferência. Neste documento será utilizado o diretório C:\vms\qemu-0.9.0-windows

Preparando a imagem

Uma imagem de um sistema é uma cópia exata de um sistema de arquivos para dentro de um arquivo. A imagem nada mais é do que um arquivo de dados que contém todo o conteúdo de um disco. É possível criar uma imagem de um disquete de boot MS-DOS, e, no momento da virtualização em vez de indicar o drive de disquete, é informado a imagem do sistema como se fosse o próprio disco.

As imagens também podem ser utilizadas para agilizar a instalação de novos equipamentos. Após a configuração de uma equipamento e instalação de todos os softwares necessários, cria-se uma imagem a partir do disco rigído e depois esta imagem é aplicada em outros equipamentos de mesma configuração. Este recurso é utilizado por fabricantes de notebooks ou por empresas de grande porte que tem um parque tecnológico padronizado já consolidado. É claro, dependendo do espaço ocupado no disco rigído o arquivo de imagem pode ter um tamanho entre alguns MB e até dezenas de GB.

Criando imagens no QEMU

Para criar um arquivo imagem no QEMU deve-se utilizar o programa qemu-img.exe. Este programa está no diretório C:\vms\qemu-0.9.0-windows.

Para instalar o Fedora 7, será criado uma imagem com capacidade para 10GB. Abra um prompt do DOS, acesso o diretório C:\vms\qemu-0.9.0-windows e execute o comando
qemu-img create -f qcow2 linux_fedora.img 10GB.

Este comando irá criar uma imagem no formato qcow2 (utilizado pelo QEMU, não tem nenhuma relação com o sistema de arquivos utilizado pelo Linux) com o nome linux_fedora.img e com 10GB de tamanho

Começando a instalação do Fedora

1o. Passo
Baixar a imagem iso do Fedora.

2o. Passo
No prompt do DOS digitar o comando:
qemu -L c:\vms\qemu-0.9.0-windows -m 512 -hda linux_fedora.img -soundhw all -localtime -boot d -cdrom e:\isos\F-7-i386-DVD.iso

  • qemu – executável do QEMU
  • -L c:\vms\qemu-0.9.0-windows – indica o caminho que está instalando as informações de BIOS que o QEMU irá utilizar na emulação
  • -m 512 – indica que será utilizado 512 MB de memória para a emulação
  • -hda linux_fedora.img – indica o arquivo de imagem que será utilizado para instalar o Fedora
  • -soundhw all – habilita som na emulação
  • -localtime – utiliza hora local na emulação
  • -boot d – indica para dar o boot no cd-rom
  • -cdrom e:\isos\F-7-i386-DVD.iso – indica onde se encontra o arquivo .ISO com o Fedora

Talvez você prefira alterar o arquivo qemu-win.bat e modificar os parâmetros de inicialização do QEMU.

Deverá aparecer uma tela parecida com a que segue:
Tela inicial do Fedora

3o. Passo
A instalação ocorrerá em modo gráfico. Selecione a opção

Install or upgrade an existing system

e tecle ENTER. O processo de boot irá começar, só aguardar alguns segundos (ou minutos se você tiver pouca memória 😉 ).

4o. Passo
É possível verificar a imagem ISO está OK. Eu sempre pulo o teste. Selecione

SKIP

e tecle ENTER, o Fedora irá analisar o seu equipamento para disponibilizar as opções de instalação.

Testar se a imagem está OK

5o. Passo
Depois de alguns minutos (emulação de sistema operacional é mais lento que virtualização) irá aparecer a imagem abaixo. Clique em

NEXT

.

Tela inicial

6o. Passo РSele̤̣o do idioma
Selecione o idioma padrão e clique em

NEXT

.

Seleção do idioma

7o. Passo РSele̤̣o do teclado
Selecione o seu teclado e clique em

Avançar

.

Seleção do teclado

8o. Passo РṆo entre em p̢nico
É a primeira instalação, o arquivo imagem está vazio. Não se preocupe, pode clicar no

Sim

sem medo. Seu computador estará a salvo.

Pânico

9o. Passo – Particionamento
O particionamento ocorrerá dentro do arquivo imagem. Repare que o disco virtual tem 10GB de tamanho. Altere o particionamento a vontade, teste, brinque e pratique. Neste tutorial irei aceitar a sugestão do Fedora.

Particionamento

10o. Passo – Rede
A configuração de rede depende de cada um (em casa, no escritório, ADSL). Eu sempre utilizo o DHCP.

Configuração de rede

11o. Passo – Fuso Horário
Eu moro em Curitiba, logo seleciono o horário compatível com São Paulo.

Fuso Horário

12o. Passo – Senha do administrador
Esta é a senha do usuário root. Selecione uma senha e não esqueça dela.

Senha do administrador

13o. Passo – Perfil de Uso
Irá utilizar o seu Fedora como ? Selecione o seu perfil de uso (programas que serão instalados). Se preferir, personalize a sua instalação.

Programas que serão instalados

14o. Passo – Perfil de Uso
Após o longo tempo de verificação de dependências a instalação irá começar. Vá tomar um café, dar uma volta na quadra ou faça outra coisa.

Início da instalação

Formatando

E no QEMU vai demorar mais ainda

Hora do café!!!!!

Depois de algumas horas!!!!!

15o. Passo – Iniciar sistema
Chegou a hora de re-iniciar o sistema. Neste momento deve-se informar ao QEMU para não mais utilizar a imagem ISO (simulação da retira do disco do drive). Após você clicar no Reiniciar sistema, o sistema vai mostrar uma mensagem de erro por causa da imagem ISO.

Depois de algumas horas!!!!!

16o. Passo РContinuando a instala̤̣o
Feche o QEMU e no prompt do DOS digite:
qemu -L c:\vms\qemu-0.9.0-windows -m 512 -hda linux_fedora.img -soundhw all -localtime -boot c -cdrom e:\isos\F-7-i386-DVD.iso

A única diferença do comando anterior é que agora o boot vai ser dado pelo drive C: (hda). Isto é modificado na opção -boot c.

Deverá aparecer a imagem que segue abaixo:
Inicio do Fedora.

Processo de boot

17o. Passo РAguardando a inicializa̤̣o
Só esperar todo o processo de boot do Fedora… 😉
Processo de boot

Processo de boot

18o. Passo – Finalizando
Só clicar em

Avançar

Início do fim!

19o. Passo РLicen̤as
Só clicar em

Avançar

Termos de uso

20o. Passo – Firewall
Uso doméstico, no máximo SSH liberado para passar no firewall. NÃO DESABILITE O FIREWALL!!
Firewall!

21o. Passo – SE Linux
Qual o seu grau de paranoia ?? Uso doméstico ? Dentro de um emulador pode ficar desabilitado… agora, se você está fazendo um teste para futuramente usar como sistema operacional definitivo, deixe o padrão (Reforçado).
SE Linux

22o. Passo – Data e Hora
Verifique se a data e hora está correta!
Data e Hora

23o. Passo – Profile do hardware
Não envie!! Não faz sentido enviar profile de um hardware que está sendo emulado.
Hardware

24o. Passo – Usuário padrão
Este é o usuário padrão que você irá utilizar. Lembre-se da senha e nunca utilize o usuário root (motivos de segurança).
Usuário

25o. Passo – Teste de som
Só clicar em testar e aguardar. Aqui funcionou.. 😉
Depois só clicar em terminar… 🙂
Som

26o. Passo – Logar no sistema
Logue no sistema e divirta-se com Linux.. 😉
Tela de login
Logado

Criando imagens no QEMU

Faça uma cópia de segurança do arquivo de imagem criado. Assim, você poderá fazer qualquer teste e sempre ter uma cópia do sistema operacional pronto para ser utilizado.

Para utilizar o QEMU normalmente com esta imagem, só digitar sempre
qemu -L c:\vms\qemu-0.9.0-windows -m 512 -hda linux_fedora.img -soundhw all -localtime -boot c .

Maiores Informações

Mais detalhes, sobre máquinas virtuais e emuladores (arquitetura, gerência de memória, técnicas utilizadas, …) podem ser encontrados em meu livro Máquinas Virtuais e Emuladores lançado pela editora Novatec. Mais informações sobre o QEMU podem ser encontradas em sua documentação.

Uma resposta a Instalando o Fedora sobre o Qemu no Windows

  1. Flávio Firmino disse:

    Meus parabéns pelo guia! Estive testando algumas distribuições e, agora, pretendia instalar o Fedora, mas não havia encontrado um tutorial tão simplista e completo quanto o seu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *